quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Curta a Inclusão e Diversidade

Apresentação
       O projeto ´Cartografias da Inclusão´ compõe um dos eixos do trabalho do Setor de Educação Inclusiva e Diversidade da Secretaria de Educação do município de Novo Hamburgo, sendo pensado a partir de uma educação inclusiva em uma escola comum inclusiva, que possibilite às crianças e adolescentes da rede municipal de educação ampliar suas relações e inter-retro-ações, construindo uma inclusão para além dos muros da escola.
            Portanto, o projetoCurta a Inclusão e Diversidadevem a ampliar as amarrações de uma cidade[1] para todos.

Sobre a Mostra de Curtas-Metragens
          A construção da Mostra  ´Curta a inclusão e diversidade´ nasceu das experiências que vimos acompanhando junto às escolas com crianças e adolescentes em processos de educação inclusiva e projetos que envolvem as políticas étnico-raciais, através das discussões e tessituras em rede. A possibilidade de aliar a arte, a criatividade, o estímulo ao uso de recursos tecnológicos e a produção de vídeos para dar voz e luz a essas experiências, fez esse projeto tomar corpo e ser possível.
            A cidade com suas múltiplas teias, faces e realidades, exige que se elabore  estratégias de intervenção que ultrapassem os muros das escolas e dêem visibilidade aos processos de encontro com a diferença que se operam.
             Dessa forma, tomamos a produção visual e a mostra como uma das possibilidades de in(ter)venção na cidade.
            O Curta a Inclusão e Diversidade nasce desse desejo ético-estético-político de que nossas ações escolares estejam intrinsecamente atravessadas pela cultura e é necessário articularmos com os cidadãos outras possibilidades para aqueles que historicamente são colocados a margem dos dispositivos sociais.
  
Justificativa
           Este projeto surge a partir dos encontros e acontecimentos nos processos de inclusão e diversidade e nas construções e relações das formações dos trabalhadores envolvidos no desenvolvimento da inclusão e diversidade nas escolas e nos demais espaços da rede de atendimento de Novo Hamburgo.
            Neste sentido, vem a contemplar as trajetórias e os caminhos percorridos pelos sujeitos que se ocupam do fazer e das aprendizagens relacionadas a inclusão e diversidade e a escola comum inclusiva em uma perspectiva de uma cidade para todos.
            Tendo a arte e suas linguagens como um lugar e fazer para as diferentes aprendizagens e seus entrelaçamentos com os múltiplos saberes, possibilitando a todos os atores envolvidos a experiência de traduzir, construir e significar a inclusão e diversidade através da produção audiovisual.

Objetivos Gerais
       Possibilitar, através da construção de curtas metragens, uma ampliação do lugar da inclusão e diversidade em uma cidade para todos na perspectiva da educação inclusiva e das políticas que envolvem as questões étnico-raciais.

Objetivos Específicos
- Dar visibilidade às questões referentes a inclusão e diversidade na cidade e na educação.
- Disponibilizar recursos pedagógicos que habitem os espaço da arte,  ampliando as linguagens e aprendizagens.
- Possibilitar a problematização da inclusão e diversidade na cidade.
- Ampliar o circuito cultural da cidade com a temática da diferença e suas tramas.

Categorias
1. Curta Metragem Ficcional
2. Curta Metragem Não-Ficcional

Inscrições
             Clique no botão "Inscreva-se", preencha a ficha de inscrição e faça download dos arquivos de Autorização do Uso de Imagem, Declaração de Responsável pelo curta metragem e Ficha Técnica. Estes arquivos devem ser preenchidos, impressos e assinados para entrega no local descrito no item 2 - Dos participantes e dos trabalhos. 
As inscrições devem ser realizadas até o dia 17 de setembro.  --- INSCRIÇÕES PRORROGADAS até 24 de setembro de 2012.
Retificação: Inscrições prorrogadas até dia 07 de outubro de 2012.
 Lembramos que para a seleção dos trabalhos a documentação deverá estar completa.



Detalhe: Os participantes poderão fazer trabalhos de sua autoria. Os profissionais responsáveis pelas Oficinas Pedagógicas em Áudio e Vídeo não possuem qualquer responsabilidade pelo trabalho elaborado pelos participantes, sendo que estes devem respeitar a legislação dos direitos autorais vigentes.

Dos participantes e dos trabalhos:
1.      Serão aceitos apenas 1 (um) vídeo por escola, instituição, familiares ou cuidadores, sendo que a participação não se restringe a níveis de ensino ou quaisquer categorizações prévias. Cada instituição poderá encaminhar no máximo 1 vídeos.
Retificação: Serão aceitos no máximo 4 (quatro) vídeos por escola, instituição, familiares ou cuidadores, sendo que a participação não se restringe a níveis de ensino ou quaisquer categorizações prévias. Cada instituição poderá encaminhar no máximo 4 (quatro) vídeos.
2.      Os curtas metragens finalizados deverão ser encaminhados em mídia física (DVD, pendrive, etc) entre os dias 19 de setembro a  de 22 outubro, com o Termo de Utilização de Imagem, Declaração de Responsável pelo curta e Ficha Técnica preenchidos e assinados, para a recepção da Secretaria Municipal de Educação  e Desporto no 4º andar do Prédio Administrativo da Prefeitura Municipal de Novo Hamburgo, cito a Rua Guia Lopes, 4201, Bairro Canudos - CEP 93410 340.
Retificação: O prazo de entrega dos curtas metragens finalizados será entre os dias 19 de setembro a 05 de novembro, impreterivelmente. As produções entregues após essa data não serão aceitas para a mostra. Acrescentamos que juntamente com os Termos de Utilização de Imagem, Declaração de Responsável pelo Curta, a Ficha Técnica pode constar de uma imagem da produção audiovisual salva em cd que será incluida no folder, juntamente com uma breve sinopse do curta metragem. 
3.      A Mostra acontecerá na segunda quinzena de novembro, com data de 22 e 23 de novembro, com horário a definir.
4.     O local de exibição da mostra será no CINESPAÇO, no Bourbon Shopping de Novo Hamburgo e Espaço Cultural Albano Hartz, no calçadão de Novo Hamburgo.
Retificação: A Mostra estará no CINESPAÇO, no Bourbon Shopping de NH e em outro espaço cultural da cidade a ser definido, devido a preocupação de melhor qualidade de audio e imagem para as produções audiovisuais participantes. 

Da Apreciação Prévia dos Curtas
       A apreciação prévia é composta pela Comissão do Curta a Inclusão e Diversidade (representada por técnicos da Secretaria de Educação e Desporto e outros espaços da rede) com o objetivo de seguir os critérios estabelecidos abaixo:  
  1. Contemplar a temática da inclusão e diversidade, respeitando a legislação vigente.
  2. Criatividade e expressão artística.
  3. Respeitar o tempo de no máximo 300 segundos de duração, incluindo os créditos.
  4. Ser produzidos nos formatos: avi, mpg, wmv e mp4.
Retificação: Informamos que a tecnologia para exibição na Sala de Cinema é a mídia BLU-RAY disc, sendo que os Curtas Metragens que não possuirem a mesma serão exibidos em outro espaço cultural da cidade.

Recursos Disponibilizados 
  1. Oficinas de Audiovisual
  2. Local,organizaçãoematerialaudiovisualnodiadaMostra
  3. Cronogramadeapresentação (a ser disponibilizado após o término das inscrições)
  4. Premiação

Observação: Incentiva-se que na construção dos curtas-metragens se utilizem os recursos de mídia/áudio que cada instituição/cidadão possui. Caso não possuam recursos, seria interessante o trabalho de trocas com demais espaços que se avalie como possível parceiro para o projeto.

Oficinas de Áudio Visual
       A oficina de audiovisual serão abertas e livres aos interessados em ampliar seus conhecimentos em produção visual. Acontecerão no dia 17 de setembro, nos turnos da manhã e tarde, no prédio amarelo da FEEVALE (Agecom).
# Oficina de Sensibilização e Histórias do Cinema: das 9 às 11h30, ministrada pela professora de educação artística Claudia Beatriz Scholl Matter.
#  Oficina de  Construção de Curtas-Metragens (Roteiro, Captação de Imagens, Edição), ministradas por professores da AGECOM (Agência Experimental de Comunicação da FEEVALE), das 14hs às 17h30.

Premiação
       A construção da Mostra aposta na potencialização das redes simbólicas entre os cidadãos e de incentivo à arte e às aberturas à diferença que nos habitam enquanto seres humanos.
            Dessa forma, não tem o caráter competitivo, mas de cooperação entre os pares.
            Os espectadores presentes na MostraCurta à Inclusão e Diversidadeserão aqueles que escolherão os destaques entre os Curtas apresentados, de acordo com os afetos que cada curta lhes desperta, pensando de certa forma, no estranho que habita a cada um no encontro com a diferença do outro.
            Será entregue uma escultura como forma simbólica de premiação a todos, com o nome de Ubuntu, palavra africana que significa “eu sou o que sou pelo que todos nós somos”.
           


[1]    Tomamos aqui o conceito de cidade que Italo Calvino nos amplia, pensando a cidade como um emaranhado de relações que se constroem e nas múltiplas cidades que habitam uma mesma cidade. Em: CALVINO,  Ítalo. As cidades invisíveis. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.

Um comentário:

  1. Amei essa iniciativa!!!! Tomara que tenha muito sucesso.. Parabéns!

    ResponderExcluir